Palocci pede a Moro que libere R$ 79 mil de sua empresa para pagar funcionários


estadao_conteudo_cor



A defesa do ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil/Governos Lula e Dilma) – preso na Operação Omertà por suspeita de recebimento de R$ 128 milhões em propinas da empreiteira Odebrecht – pediu ao juiz federal Sérgio Moro que autorize o desbloqueio de R$ 79,3 mil da conta de sua empresa, a Projeto Consultoria Empresarial e Financeira. Os advogados de Palocci alegam que a liberação de parte do dinheiro confiscado por ordem de Moro é destinada ao pagamento de despesas como impostos, salários e vale transporte para os funcionários.
palocci
(Foto: Divulgação/EBC)
A Omertà, 35.ª fase da Operação Lava Jato, foi deflagrada no dia 26 de setembro. Nesse dia, Palocci foi preso em regime temporário por cinco dias. No dia 30, Moro converteu em preventiva a prisão do ex-ministro, sob suspeita de agir no interesse da Odebrecht em troca de recursos para o PT e para si próprio – o que é negado com veemência pelos defensores do ex-ministro.
Quando autorizou a Omertà, o juiz Moro ordenou o bloqueio de R$ 128 milhões de Palocci e de outros alvos da investigação. O sequestro alcançou a Projeto Consultoria – R$ 30 milhões foram congelados da conta da empresa de Palocci, sediada em São Paulo
Em sua decisão, o juiz destacou que a constrição recairia apenas sobre o saldo do dia constante da conta corrente e/ou aplicações financeiras, “não impedindo, portanto, continuidade das atividades das empresas ou entidades”.
“Ocorre que a continuidade das atividades da empresa de propriedade (de Palocci) depende do pagamento de diversas despesas operacionais, as quais seguem discriminadas em anexo, e que atingem o montante de R$ 79.358,42”, anotam os advogados de defesa.
Os defensores pedem “urgência” a Moro e sua autorização para o levantamento dos valores “necessários à sobrevivência da pessoa jurídica”.

Em ‘efeito dominó’, acidente com seis carros deixa duas pessoas feridas no Bigorrilho


Por Marina Sequinel e Flávia Barros
(Foto: Flávia Barros – Banda B)

Um grave acidente envolvendo seis carros deixou duas pessoas feridas no bairro Bigorrilho, em Curitiba, na tarde desta sexta-feira (7). Segundo testemunhas, um caminhão seguia pela Rua Bruno Filgueira para acessar a Alameda Júlia da Costa quando um Sandero se aproximou em alta velocidade e bateu contra outro veículo do mesmo modelo.
Em seguida, ele atingiu um Mini Cooper, que, em efeito ‘dominó’, colidiu contra outros automóveis que estavam estacionados. “O que nos informaram é que um rapaz foi fechado e conduziu o carro para cima da motorista do Mini Cooper, que perdeu o controle. A situação dela foi a mais grave, já que a condutora permaneceu enclausurada até o resgate. Ela não chegou a ficar presa nas ferragens, mas não conseguia abrir a porta do carro”, relatou o sargento Bodziak, do Corpo de Bombeiros, em entrevista à Banda B.
De acordo com ele, a mulher, de 38 anos, se queixou de dor na coluna, o que tornou o socorro ainda mais delicado. “Nós tivemos que tomar muito cuidado para que a situação dela não piorasse”, completou o sargento.
Uma segunda motorista também foi avaliada pelos socorristas. Ela havia acabado de estacionar o carro e bateu a cabeça com o impacto. “O carro se perdeu na curva e bateu em todos os outros. Eu tenho um comércio aqui na frente e vim buscar a minha bolsa no automóvel bem na hora. Com a colisão, acabei sendo arremessada. Sorte que não aconteceu nada mais grave, mas foi um baita susto”, relatou a vítima, de 59 anos.
As duas mulheres foram levadas ao hospital com ferimentos moderados.

ALBERTO YOUSSEF VAI DEIXAR A PRISÃO



O Antagonista soube que o doleiro Alberto Youssef, pivô do petrolão, deixará a carceragem da Polícia Federal no dia 18 de novembro, quando completa dois anos e oito meses em regime fechado.
O acordo de colaboração premiada previa três anos, mas ele teve um abatimento pelos "serviços prestados" à Lava Jato.

PGR: PEC DO TETO É "INCONSTITUCIONAL"



A Secretaria de Relações Institucionais da PGR enviou ao Congresso uma nota técnica contra a PEC do teto de gastos. Na nota, o Ministério Público diz que "as alterações pretendidas são flagrantemente inconstitucionais".
A PGR alega que o prazo de 20 anos do novo regime fiscal vai "limitar, prejudicar, enfraquecer o desempenho do Poder Judiciário e demais instituições do Sistema de Justiça".
Na prática, o problema é que a PEC impede o Ministério Público de reajustar salários e contratar novos servidores. O corporativismo sempre fala mais alto.

Eike reitera acusações contra Mantega



A Veja diz que Eike Batista repetiu hoje à tarde, na Justiça Eleitoral, a acusação de que Guido Mantega lhe pediu R$ 5 milhões para pagar dívidas de campanha do PT.
O pagamento foi feito por meio de contratos fictícios com João Santana e Mônica Moura

Epidemia de overdoses faz aumentar doadores de órgãos nos EUA


Nº de doadores que morreram por overdose aumentou 270% em 9 anos.
Em média, 78 americanos morrem por dia por conta dos opiáceos.

Do G1, em São Paulo
Semana de Enfrentamento à Drogadição (Foto: Divulgação)Em 2015, 848 doadores de órgãos nos EUA morreram por conta de overdose (Foto: Divulgação)

A epidemia de morte por overdose de drogas aumentou expressivamente o número de doadores de órgãos nos Estados Unidos, segundo reportagens do portal de notícias "U.S. News & World Report" e do jornal "The Washington Post".
Cada vez mais pessoas morrem por overdose nos Estados Unidos. Desde 2000, esse número cresceu 137%, de acordo com o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA. Grande parte das mortes estão ligadas ao uso de remédios à base opiáceos, como alguns analgésicos, e pelo uso de heroína. 
Em média, 78 americanos morrem por dia por conta dos opiáceos. Em 2014, foram quase 19 mil casos, segundo o CDC.
Por conta disso, houve um aumento de 270% no número de doadores de órgãos que morreram por overdose, entre 2006 e 2015, passando de 230 para 848 casos, revelou uma pesquisa da United Network for Organ Sharing (UNOS).
“O aumento de doadores de órgãos nos últimos anos é substancial”, falou ao "Washington Post", David Klassen, diretor médico da United Network for Organ Sharing. “Uma parte significante disso pode ser explicado pelas overdoses de drogas, mas não toda. Há um grande esforço na comunidade de transplante para aumentar a consciência da doação, completou.
Há mais 80 mil americanos na fila de transplantes. Em média, morrem 20 pessoas da lista de espera por dia, por não encontrarem um doador, segundo as estatísticas da UNUS.
Muitos hospitais e candidatos a receber transplantes estão cautelosos em usar órgãos do chamado “grupo de risco”, como os de usuários de drogas, por temerem a contaminação por hepatite C e outros doenças infeciosas.
“Doadores de órgãos [em geral] são examinados para HIV, Hepatite B e Hepatite C. Doadores de alto risco recebem exame complementar”, disse Klassen. "Alto risco é uma coisa relativa. O risco de transmissão da doença de alguém que é rastreada por esse processo é relativamente baixo. Ainda assim, é impossível eliminar completamente o risco de transmissão de doenças, mesmo a partir de doadores não-alto risco”, completou.
Apesar de representar um grande problema de saúde pública, as mortes por overdose fazem surgir um novo público de doadores. “Temos que convencer as pessoas que esses órgãos podem ser usados por representarem um baixo risco [de saúde]. Essa é uma nova população de doadores, que inclui jovens, pessoas saudáveis, estudantes e trabalhadores”, disse a vice-presidente do Banco de Órgãos de New England, Helen M. Nelson, ao U.S. News & World Report.

Estudantes ocupam escola de Curitiba


estudantes_reforma
da Banda B
No quarto dia de mobilizações contra a reforma do ensino médio proposta pelo governo Michel Temer, já passam de vinte o número de escolas ocupadas por estudantes em Curitiba e região metropolitana. Nesta quinta-feira (6), o Colégio Estadual Jayme Canet, no bairro Xaxim, foi o primeiro da capital paranaense a aderir ao movimento. A maioria das ocupações acontece em São José dos Pinhais, com 19 escolas ocupadas.
À Banda B, uma representante do grêmio estudantil do Colégio Hebert de Souza, Damiris de Oliveira Alexandre, disse que os alunos não aceitam a reforma do ensino médio e só deixarão o espaço quando o governo Temer voltar atrás com a medida. “Essa reforma retira o direito dos estudantes de estudar de forma democrática. O governo quer transformar os colégios em verdadeiras fábricas de operários, sem possibilitar que tenhamos um pensamento crítico”, disse.
No fim da tarde desta quarta-feira, o governador Beto Richa afirmou que o estado do Paraná não terá qualquer mudança no ensino médio sem discussão. Em vídeo postado na rede social Facebook, Richa garantiu que todas as disciplinas oferecidas hoje serão mantidas e que o estado deve promover alterações próprias. “Desde já quero garantir que todas as disciplinas oferecidas hoje serão mantidas. É notório que o ensino médio precisa ser modernizado para atender nossos estudantes, então vamos juntos fazer a nossa reforma”, disse o governador.

PT quer mudar de nome e sigla antes de virar nanico


estrela-pt-rachada-750x410
O fracasso eleitoral fortaleceu no PT a ideia de mudar de nome e de sigla, para evitar a debandada geral de militantes do partido devastado pela corrupção. Lula e outros petistas de alto coturno se assustaram com o resultado das urnas. O PT encolheu 63% e avaliam que é preciso “mudar para sobreviver”, antes que a eleição de 2018 decrete a extinção do partido.
Essa turma quer fazer isso antes da eventual prisão de Lula. Sem ele, o PT acabaria de vez.
O PT terá tudo para virar partido nanico em 20128 e eleger, na melhor das hipóteses, 30 deputados federais. Hoje são 58, mas elegeu 70 em 2014. Pode repetir o que aconteceu com o PFL. Em 1998, o PFL tinha a maior bancada na Câmara: 105 deputados eleitos. Em 2007 o PFL virou DEM. Em 2014, elegeu 28 deputados.

Dia do Idoso é celebrado em Colombo


WEBMASTER 6 DE OUTUBRO DE 2016

O público presente participará de uma palestra com o tema: Casa comum, nossa responsabilidade

 Dia do Idoso é celebrado em ColomboA Prefeitura de Colombo por meio da Secretaria de Assistência Social realizará no dia 19 de outubro, no Auditório da Regional Maracanã – um evento em alusão ao Dia do Idoso, celebrado no dia 1 de outubro.
“As ações desenvolvidas são efetivas e promovem a qualidade de vida almejada para a terceira idade. Nosso objetivo é sempre valorizar nossos idosos, dedicando a eles cuidado e respeito”, destacou a secretária da pasta, Maria da Silva Souza.
A partir das 13h30, a população presente assistirá a uma apresentação de dança com os idosos do Centro de Convivência Lírio do Vale. Logo após, haverá uma palestra com o tema “Casa Comum, Nossa Responsabilidade”, ministrada pela secretária de Assistência Social do município. Haverá também debate sobre o tema palestrado. Vale lembrar que os participantes receberão brindes e lanche.
Serviço
Comemoração do Dia do Idoso
Data: 19 de outubro de 2016
Horário: Das 13h30 às 16h
Local: Auditório da Regional Maracanã – Rua Dorval Ceccon, nº 664

Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/ PMC

COLUNA DA SANTA CASA DE COLOMBO: IRMANDADE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO



  Totus Tuu Mariae, ou “todo de Maria”, foi a expressão proferida por João Paulo II no início de seu papado.

  Hoje, 07 de outubro de 2016, comemoramos o Dia da Nossa Senhora do Rosário, padroeira de nosso município de Colombo. Seu Nome também batiza nossa Igreja Matriz e a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia Nossa Senhora do Rosário de Colombo.

  Hoje nossa coluna semanal é para prestar-lhe homenagens. Agradecemos a proteção, inspiração e direcionamento em nossos trabalhos. Louvamos Vosso Nome por nossas portas abertas, pelo caminhar ao futuro promissor.

  Rogamos por merecer Vosso Nome em nossa Instituição.
  Saudamos a Ti por Cento e cinquenta vezes!


  AbraSUS!

Vaccari: "Me faça o favor e pague 5 milhōes de dólares para Mônica"



De acordo com o JOTA, o lobista Zwi Skornick contou no TSE que "João Vaccari Neto lhe disse que parte da propina das negociações com a Petrobras iriam para o PT, mas que os repasses eram feitos em contas no exterior orientadas pelo petista".
Além disso, o lobista afirmou, que "teve dois contatos com Mônica Moura e que Vaccari mandou ele acertar uma dívida com ela, mas não informou o motivo".
Vaccari lhe disse: "Eu tenho uma conta corrente com o senhor. Me faça o favor e pague 5 milhões de dólares para Mônica."
O lobista também revelou no TSE que pagou a dois corruptos com foro privilegiado.

Um ano e meio atrás das grades




Quatro anos em regime fechado.
É a proposta da PGR para a pena de Marcelo Odebrecht, de acordo com a Folha de S. Paulo.
O Valor dá outro número:
“Marcelo Odebrecht, que já está preso há um ano e quatro meses, ainda teria que ficar mais de um ano na cadeia”.
O Antagonista diz que o Valor está certo.
O empreiteiro vai permanecer atrás das grades mais um ano e meio. Depois ele poderá passar para o regime semiaberto.

Coordenador da Lava Jato defende que a Polícia Federal possa fechar delações premiadas


Em audiência na Câmara dos Deputados, o delegado Igor Romário diz que legislação não pode retroceder

BÁRBARA LOBATO
06/10/2016 - 11h25 - Atualizado 06/10/2016 11h47
O delegado da polícia federal Igor Romário de Paula (Foto: Redprodução)
O coordenador da Operação Lava Jato na Polícia Federal (PF), o delegado Igor Romário, disse em audiência na Câmara dos Deputados, na manhã desta quinta-feira (6), que a PF deve ter a prerrogativa de fechar delações premiadas. Trata-se de uma contestação aos defensores de que só o Ministério Público (MP) deveria ter essa possibilidade. “Não faz sentido retroceder à legislação de 2013 e concentrar a delação premiada em uma única instituição”, afirmou.
Nos bastidores, por sua vez, a PF tem ficado contra a delação premiada que a Odebrecht está negociando com o MP. Os policiais acreditam haver provas suficientes para continuar a investigação contra a empreiteira sem a necessidade de conceder benefícios a ela a esta altura.

Furacão Matthew se enfraquece para categoria 3 antes de chegar à Flórida


Redação com estadao_conteudo_cor

haiti4
No Haiti e Caribe mortes passaram de 300 por causa do furacão – Foto: Reprodução
O furacão Matthew se enfraqueceu nas primeiras horas desta sexta-feira, da categoria 4 para 3, antes de chegar à Flórida (EUA).

Às 5h (hora local), o Centro Nacional de Furacões dos EUA disse que Matthew tinha ventos máximos sustentados de 193 quilômetros por hora, com rajadas de cerca de 100 quilômetros fora do epicentro da tormenta, que deve gerar fortes chuvas e alagamentos em áreas costeiras. A trajetória provável do furacão é que ele apenas fique em áreas costeiras, sem tocar terra.
O governador da Flórida, Rick Scott, afirmou na noite de quinta-feira que era esperada “uma tempestade catastrófica”. A autoridade disse que os moradores em áreas com ordem de retirada deveriam obedecer. “Esta tempestade matará vocês”, disse. “O tempo está acabando.”
O furacão já deixou um rastro de mortes e destruição no Caribe. Pelo menos 183 pessoas foram mortas no Haiti e seis outras mortes tiveram relação com Matthew em outros países, segundo a agência Associated Press.
Pelo menos 340 mil clientes estavam sem energia na Flórida no início da sexta-feira, segundo companhias da área. Os governadores da Flórida, da Geórgia, da Carolina do Sul e da Carolina do Norte declararam estado de emergência.
Mais de 1,5 milhão de pessoas na Flórida vivem em áreas que tiveram recomendações voluntárias ou determinações de retirada. As áreas onde há uma ordem de retirada ficam sobretudo perto da costa.
O presidente dos EUA, Barack Obama, firmou uma declaração de estado de emergência para a Flórida e a Carolina do Sul por causa do furacão. Com isso, fica mais fácil a liberação de recursos para áreas potencialmente afetadas.
Na Flórida, o governador determinou o fechamento de escritórios estaduais na quinta-feira e na sexta-feira em 26 condados. Escolas e universidades em áreas afetadas também fecham nesse período. Companhias aéreas cancelaram voos em aeroportos da Flórida. A Walt Disney disse que fecharia seus parques temáticos em Orlando na tarde da quinta-feira e que eles seguiriam sem operar nesta sexta-feira.

Fonte: Dow Jones Newswires.