Sérgio Moro prorroga inquérito da 35ª fase


Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Por Thaissa Martiniuk
O juiz federal Sérgio Moro prorrogou por mais 15 dias o prazo de conclusão do inquérito relacionado a 35ª fase da Operação Lava Jato. O prazo inicial para finalizar esta fase do processo, que tem como principal foco a relação do ex-ministro Antonio Palocci com a empreiteira Odebrecht, vencia nesta segunda-feira (10), mas a Polícia Federal pediu que fosse concedido mais tempo porque ainda há diligências a serem feitas.
O delegado Filipe Pace, que assina o pedido, ainda esclarece que a autoridade policial aguarda a defesa do ex-ministro entregar os computadores que não tinham sido encontrados durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão. Além disso, a Policia Federal disse que quer ouvir novamente o marqueteiro João Santana e a esposa dele, Monica Moura. Filipe Pace explica que os pagamentos recebidos pelo casal em conta mantida na Suíça em nome da offshore Shellbill possuem vinculação direta com as condutas criminosas de Antonio Palocci e do ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht.
João Santana e Monica Moura já foram intimados a comparecer na superintendência da PF, mas até o momento não há confirmação de que possuem interesse em prestar esclarecimentos sobre o assunto. O ex-ministro foi detido no dia 26 de setembro junto com os dois ex-assessores dele, Branislav Kontic e Juscelino Dourado. As prisões de Plocci e Kontic eram temporárias, mas foram convertidas em preventivas. Já Dourado teve a prisão revogada. As investigações da operação Omertà partem das planilhas ligadas ao Setor de Operações Estruturadas do grupo Odebrecht. Esta área, segundo a força-tarefa Lava Jato, tinha como único objetivo fazer a operação dos pagamentos de propinas. Os repasses feitos a Palocci entre 2006 e 2013 ultrapassam a marca de R$ 128 milhões.

BNDES SUSPENDE CONTRATOS DE OBRAS NO EXTERIOR



O BNDES anunciou hoje que vai revisar 47 projetos de financiamento de obras no exterior de empreiteiras enroladas na Lava Jato, num total de US$ 13,5 bilhões.
Desse volume, US$ 7 bilhões se referem a 25 contratos em execução, em relação aos quais o banco já liberou US$ 2,3 bilhões. O restante está bloqueado desde maio, quando a AGU moveu ação civil contra as empresas.
Foram suspensos financiamentos para obras dos grupos Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez em Argentina, Cuba, Venezuela, Guatemala, Honduras, República Dominicana, Angola, Moçambique e Gana.

Homem é preso suspeito de estupro contra o filho de três anos em Curitiba


Da Redação com Polícia Civil

Um homem de 31 anos foi preso na manhã de terça-feira (11) suspeito de estupro de vulnerável contra o filho de três anos em Curitiba. O rapaz foi localizado por investigadores do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente vítima de crime (Nucria), na casa de familiares no bairro Cidade Industrial (CIC). A Polícia levantou também que o suspeito já tinha passagem policial pelo crime de estupro de vulnerável, praticado no ano de 2014 contra seu filho, que na época a criança tinha apenas um ano de idade.
De acordo com a Polícia, o homem estava foragido do sistema penal há aproximadamente dois anos, pelo crime de homicídio qualificado. A equipe policial chegou até o suspeito após uma denúncia anônima realizada pelo disque-denúncia. No momento da abordagem, ele tentou empreender fuga, mas não obteve sucesso.
A delegada-titular do Nucria, Daniela Antunes Andrade, conta que o suspeito estava vivendo normalmente, pois após sua fuga, passou a usar um nome falso. “Ele ia buscar seu filho na escola, pois sua mulher contou as professoras, que ele era irmão dela, o que não levantou suspeitas”, disse a delegada completando que “se for comprovado que a criança estava sendo abusada, a mãe também será autuada por acobertar o companheiro”.
O menino foi encaminhado para o Conselho Tutelar, para realizar os exames que comprovam ou não o abuso sofrido pelo pai. O laudo do Instituto Médico Legal deve sair no próximos dias.
O suspeito está recluso no Centro de Triagem 1, onde permanece à disposição da Justiça para o cumprimento de sua condenação pelo crime de homicídio qualificado. Se o crime contra seu filho for confirmado, pelo laudo do IML, ele responderá também por estupro de vulnerável.

Miltinho da van é condenado a mais de 40 anos por morte de funkeira


A polícia concluiu que Amanda foi morta por motivos passionais
A polícia concluiu que Amanda foi morta por motivos passionais Foto: Reprodução
Extra
Tamanho do texto A A A
O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Nova Iguaçu/Mesquita condenou Milton Severiano Vieira, o Miltinho da Van, a 40 anos, 10 meses e 20 dias de prisão e 32 dias-multa, pelos crimes de homicídio duplamente qualificado (feminicídio e asfixia) contra sua noiva, Cícera Alves de Sena, dançarina de funk conhecida como Amanda Bueno, além de roubo majorado e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.
A sentença foi dada pelo juiz Alexandre Guimarães Gavião Pinto, da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, no início da madrugada desta terça-feira, após mais de 13 horas de julgamento, que também condenou o réu à pena de um ano e seis meses de detenção e 10 dias-multa pelo crime de condução de veículo automotor sob efeito de álcool.
Pelo crime de homicídio duplamente qualificado foi fixada a pena de 29 anos e dois meses de reclusão; pelo roubo majorado, seis anos, dois meses e 20 dias de reclusão e 14 dias-multa; e pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, cinco anos e seis meses de reclusão e 18 dias-multa.
Miltinho acabou sendo preso após o crime
Miltinho acabou sendo preso após o crime Foto: Thiago Lontra
Durante a sessão do Júri, a promotoria exibiu vídeo gravado pelas câmeras de segurança da residência, no dia do crime, ocorrido no dia 16 de abril de 2015. Miltinho da Van jogou a dançarina no jardim e bateu com a cabeça dela pelo menos 12 vezes no chão. Em seguida, deu dez coronhadas na funkeira. Com uma escopeta, lhe deu ainda cinco tiros e, segundos depois, rendeu funcionários e roubou um Gol.
O criminoso fugiu com o carro e acabou sendo capturado por agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) ao capotar na Via Dutra. No interior do veículo foram apreendidas várias armas e munições dentro de uma mochila, inclusive uma pistola Taurus, calibre .40, de uso restrito.
“A reprimenda do réu não pode deixar de ser materialmente proporcional a absurda gravidade da conduta por ele adotada e de suas gravíssimas consequências, considerando-se que interviu com clara desenvoltura na impressionantemente perversa empreitada criminosa, aterrorizando extraordinariamente a população local e ordeira, não só deste Estado do Rio de Janeiro, mas do País inteiro, ao destruir com requintes de barbarismo o corpo de sua noiva padecente que foi morta após intolerável sessão de agressões horrendas, com tiros de pistola e espingarda calibre super 12 na face e cérebro, isto tudo depois de tê-la drasticamente agredido fisicamente, inclusive com reiteradas batidas de seu crânio no chão do imóvel e de várias coronhadas igualmente violentas”, destacou o magistrado na sentença.
Miltinho e Amanda ficaram noivos dias antes do crime

MATÉRIA RELACIONADA: http://www.niltondorim.com.br/2015/04/funkeira-ficou-noiva-de-suspeito-de.html

Reforma da Previdência também atingirá classe política, diz Temer


estadao_conteudo_cor

O presidente Michel Temer afirmou que a reforma da Previdência atingirá todos os setores de forma equânime, inclusive a classe política. Hoje, os parlamentares têm um regime próprio de previdência, por exemplo. O presidente não soube dizer, no entanto, como será o funcionamento, pois só recebeu um esboço breve sobre o assunto. Ele ainda esclareceu que a reforma também será enviada ao Congresso na forma de Projeto de Emenda à Constituição.
Foto: Agência Brasil
“Recebi um primeiro esboço da reforma e olharei mais atentamente após a viagem à Índia e ao Japão, mas vai ser geral, vai atingir a todos, evidentemente vamos fazer uma coisa equânime, não vai ter distinção de setores. Por exemplo, não vai ter diferença entre a previdência geral e a de funcionários públicos. Esse é um ponto que já está definido”, disse em entrevista à rádio CBN nesta terça-feira, 11.
No caso dos militares, que também têm um regime especial de previdência, o presidente reforçou que ainda não sabe como vai funcionar, mas lembrou que a categoria sempre teve tratamento diferenciado em função das peculiaridades da carreira.
Temer reconheceu que a discussão sobre as mudanças na aposentadoria será mais “polemizada”, mas disse que o governo fará ainda mais reuniões do que fez para debater a PEC do Teto, porque tem consciência de que, se nada for feito, “daqui a alguns anos, não vai haver dinheiro para pagar a aposentadoria ”
O presidente ainda disse que espera a resistência de alguns setores da sociedade sobre as mudanças na previdência, mas disse que o governo vai enfrentá-la. E reforçou que vai conversar com as centrais sindicais, empresários e parlamentares sobre o assunto. “Qualquer acréscimo na previdência vai ter resistência, mas faz parte e vamos enfrentar. Meu lema é o diálogo”.
Temer disse que os governadores o procuraram em função de um movimento nacional para aumentar a contribuição previdenciária de 11% para 14%. Ele pediu para que eles se reúnam para decidir o tema e depois retornem para discutir o assunto, que pode ser alterado por meio de projeto de lei.
Sacrifícios
Temer afirmou que a aprovação da PEC 241 em primeiro turno ontem por um placar expressivo “tem gerado uma credibilidade cada vez maior na nossa economia”, mas destacou que ainda serão feitos sacrifícios pelo governo e cidadãos. “Não foram poucas as manifestações de natureza nacional e internacional para revelar que o Brasil é um país sério, que leva a sério as contas públicas”, afirmou.
“Se haverá sacrifícios? É possível, uma ou outra coisa, mas em que todos colaboraremos”, completou.
O presidente disse que está “realmente trabalhando” para reunificar o país e voltou a falar sobre a necessidade de sacrifícios. “Estamos trabalhando pela pacificação nacional que passa muitas e muitas vezes por aparentes sacrifícios”, afirmou.
Temer voltou a rebater os argumentos de muitos que “levantaram a voz” para dizer que a proposta acaba com investimentos em saúde e educação. “Eu quero registrar pela enésima vez que isso não vai acontecer”, disse, ressaltando que as áreas são importantes para o governo e que isso foi “bem compreendido pela Câmara”. O presidente disse ainda que esse “primeiro gesto” de aprovar a PEC vai ajudar na retomada da confiança e do crescimento.
A medida é tida pelo governo como crucial para o reequilíbrio das contas e deve ser a marca da gestão Temer. Segundo um interlocutor do Planalto, o presidente quer que a medida seja o verdadeiro legado de seu governo ao País, a exemplo do que foi o Plano Real do governo Fernando Henrique Cardoso.
Temer disse ainda que é preciso “fechar os ralos da administração pública” e citou as medidas de revisão de auxílio doença e seguro de acidente de trabalho, que com uma readequação podem gerar uma economia de R$ 8 bilhões a R$ 9 bilhões. O presidente disse ainda que “não sem razão” manteve os programas sociais do governo da ex-presidente Dilma Rousseff. “Não só mantivemos como revalorizamos”, afirmou.

Suspeito de assalto é baleado durante perseguição na RMC; comparsa foi preso e outro fugiu


Por Marina Sequinel e Marco Piza
baleado-pinhaisdentro
(Foto: Nice Zeni/Colaboração Banda B)

Um suspeito de assalto foi baleado durante uma perseguição com equipes da Polícia Militar (PM) e da Guarda Municipal (GM) em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no começo da tarde desta terça-feira (11). O confronto aconteceu na Avenida Maringá próximo à Rua 24 de Maio.
Segundo informações da GM, um segundo envolvido foi preso, enquanto outro conseguiu fugir. “O trio estava em um veículo Ipanema quando foi surpreendido por policiais da Rocam [Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas]. A equipe tentou interceptar o carro, mas eles continuaram e até tentaram atropelar as motos”, contou o guarda municipal Bernardo em entrevista àBanda B.
De acordo com ele, os três teriam participado de um furto a um posto de combustíveis e tentavam fugir no momento em que a Rocam realizou a abordagem. Essa informação, no entanto, ainda precisa ser confirmada.
O suspeito, de 24 anos, foi baleado no tórax e socorrido de helicóptero ao Hospital Angelina Caron. Ele está em estado gravíssimo e corre risco de morte. O outro rapaz detido foi levado à delegacia.

Exergia quer saber destino do dinheiro obtido por Taiguara



Na ação contra Taiguara dos Santos, a matriz da Exergia em Portugal cobra a prestação de contas de 2011 a 2014, os motivos para o encerramento do site da companhia e o fim dos montantes recebidos pelo sobrinho de Lula.
A empresa alega que "não possui qualquer conhecimento do quantum e da destinação de todos os valores aportados ou recebidos nos últimos anos na Exergia Brasil" e chega a sugerir a quebra do sigilo de Taiguara.
Não será preciso, pois o MPF já fez sua parte.

Reforma política: como roubar o seu voto e mais do seu dinheiro



Ricardo Ferraço e Aécio Neves fizeram um projeto de reforma política com dois pontos importantes:
a) O fim das coligações proporcionais. Essas coligações proporcionaram que somente 35 dos 513 deputados fossem eleitos diretamente;
b) A criação da cláusula de barreira, para diminuir o número de partidos representados no Congresso e tentar exterminar as legendas de aluguel.
Segundo o Estadão, como contrapartida ao fim das coligações, os deputados querem que os partidos passem a adotar uma lista fechada de candidatos. Ou seja, o eleitor votaria no partido, não no candidato. Além disso, planejam "a criação de um fundo eleitoral, com o objetivo de unir verba pública para as campanhas. O fundo seria entre três e quatro vezes maior que o fundo partidário. A proposta já tem ganhado espaço entre os líderes da Câmara, que veem pouca possibilidade de retorno do financiamento privado".
Resumindo: os políticos querem roubar o seu voto e mais do seu dinheiro.

A carteirada de Russomanno



O Antagonista acaba de saber que Celso Russomanno aprontou no aeroporto de Brasília mais cedo.
Ao passar pelo detector de metal na área de embarque, o aparelho apitou. Mas Russomanno não quis parar.
A Polícia Federal precisou ir até ele, que se apresentou como deputado -- prefeito, não.
O ilustre parlamentar teve de ser revistado como qualquer outro passageiro.

Centenas de crianças esperam por um órgão na fila do transplante - VÍDEO


Muitas famílias de possíveis doadores resistem a autorizar cirurgia.
Este ano, 55 crianças morreram sem conseguir o transplante.

Centenas de crianças brasileiras estão esperando a doação de um órgão para recuperar a saúde. Para elas, a espera é maior porque 40% das famílias de possíveis doadores ainda resistem em autorizar o transplante. ASSISTA AO VÍDEO AQUI
A viagem foi longa até Dienifer Silva dos Santos chegar com a pequena Emanuella, de um ano e três meses, num hospital de São Paulo. Ela saiu de Paranaíba, em Mato Grosso do Sul, para a filha fazer hemodiálise. O rim dela não funciona.
“Deixei meu marido, meus dois filhos, 10 anos e 6, que todo dia perguntam: ‘Mamãe, que dia a senhora vai vir embora’? É uma cosia que a gente não sabe dizer, que dia, quando, mas é esperar”, diz Dienifer, emocionada.
“A maior dificuldade são os doadores. A gente hoje busca doador pediátrico, principalmente para as crianças pequenas, de baixo peso, que o ideal seria ser transplante doador falecido para essas crianças”, explica Maria Fernanda Carvalho de Camargo, coordenadora do Centro de Transplantes do Hospital Samaritano.
Doar órgãos de um filho que partiu é uma decisão difícil. Tem que ser tomada num momento dolorido e precisa ser definida rapidamente para que os órgãos possam ser aproveitados e assim ajudar outras pessoas. No Brasil, 1.119 crianças estão na fila de espera por um transplante de rim, de pulmão, de córnea, de fígado, de coração. Aguardam a chance de ter uma nova vida.
É isso que João, de 5 anos, quer de Dia das Crianças. Há um ano e três meses ele aguarda um transplante num hospital de São Paulo. A família também está longe: em Recife.
“Ele quer ver a irmã dele, ele quer brincar com ela, é o desejo dele, só que a gente sabe que, para isso acontecer, ele tem que ficar livre da máquina. Só fica livre da máquina com o transplante”, afirma Dominique Cabral Figueiredo, mãe de João.
Este ano, 55 crianças já morreram à espera de um transplante.
Segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, quatro em cada dez famílias não autorizam a doação. Ela deve ser feita antes de o coração parar de bater, quando há morte cerebral. Mas muitos ficam inseguros. 
“Mesmo num momento de fragilidade, você pode tirar disso uma sensação boa de ajudar o próximo, de ajudar outra criança que está esperando na lista por uma qualidade de vida melhor ou para uma continuidade da vida”, diz Suelen Bianca Stopa Martins, da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.
Sete pessoas vivem hoje com os órgãos do filho de Maria José dos Santos Ramaro. Marcos morreu em julho, com 13 anos, num acidente de carro em que o pai e a irmã também faleceram.
“A vontade de viver que ele tinha está nelas. A luta. Então, para mim, assim, ver um pedacinho dele é esperança de vida, porque meu filho era vida. Então ele ia estar muito feliz”, afirma.

Menino autista de 10 anos abre portão de casa e desaparece; equipes se mobilizam há três dias


Redação 

oziel-dentro
Buscas estão sendo feitas desde o desaparecimento do menino. Foto: São do Vale do Ivaí Online

oziel
Oziel saiu de casa às 7 horas de sábado. Foto: Arquivo família
Um menino de 10 anos, que seria portador de transtorno do espectro autista (autismo), está desaparecido desde a manhã de sábado em Rio Branco do Ivaí, região central do Estado. Ele teria deixado a casa dos pais, que fica na localidade do Rio do Tigre entre Rio Branco do Ivaí e Cândido de Abreu, por volta das 7 horas. Oziel de Godoy Muniz está sendo procurado por equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (PM). As informações são do Vale do Ivaí.
No início da tarde desta segunda-feira (10) cerca de vinte homens e quatro viaturas da Polícia Ambiental da 2ª Cia de Polícia Ambiental (BPAmb FV/2ªCia) de Londrina, chegaram no local para auxiliar nas buscas.
O trabalho contou ainda com um helicóptero Batalhão Policial Militar de Operações Aéreas (BPMOA) de Londrina, e uma equipe Canil do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá, que dispõe de cães farejadores treinados para este tipo de situação.
Ao todo, mais de 50 pessoas, entre oficiais e civis participam das buscas mas. Até o final da tarde desta segunda-feira a criança continuava desaparecida. O Conselho tutelar do município também acompanha os trabalhos no local.
De acordo com as últimas informações, dois cães farejadores treinados para localizar pessoas e objetos, foram designados do Corpo de Bombeiros de Curitiba para auxiliar nas buscas.
Uma equipe do Serviços de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil – SICRIDE, de Curitiba, também chegou no local na tarde de ontem e acompanha o caso. As buscas foram interrompidas ao anoitecer e retomadas logo pela manhã de hoje.
A região fica distante de conglomerados urbanos e possui grandes áreas de plantação de pinos, além de outras áreas de mata nativa.