Enfim, juntos!




No despacho em que recebeu a denúncia contra Eduardo Cunha, Sérgio Moro determinou sua vinculação à ação contra a mulher de Cunha, Claudia Cruz, e sua filha Danielle.
Cunha responderá pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Justiça brasileira autoriza casamento de homem com duas mulheres

Você provavelmente deve ter ouvido falar no funcionário público, Leandro Joannattan da Silva Sampaio, de 33 anos, e também da dona de casa, Thais Souza de Oliveira, de 21, e a estudante de técnica em enfermagem, Yasmin Nepomuceno da Cruz, também de 21 anos. Mas se você não ouviu falar, calma que vamos explicar, eles são casados oficialmente, isso mesmo que você está lendo.

O caso ocorreu no Rio de Janeiro, no começo deste mês, e se marcou como o primeiro casamento poliafetivo permitido judicialmente no Estado carioca. Segundo informações do jornal O Globo, os três hoje moram em uma casa de um só quarto, mas pretendem aumentar a família: Yasmin quer ter um filho e pretende colocar todos os sobrenomes na certidão de nascimento da criança. O caso, no entanto, não é inédito no Brasil: em São Paulo, na cidade de Tupão, a Justiça reconheceu outro casamento entre um homem e duas mulheres em 2012. 

Fonte: O Popular



Justiça manda soltar dono de fábrica de dinamites preso após explosão na RMC


Por Marina Sequinel
explosao-1-800x600
Caminhão explodiu dentro da fábrica no último dia 8. (Foto: Banda B)

Justiça decidiu soltar o dono da fábrica de dinamites Explopar, Milton Lino da Silva, 61 anos, na tarde desta quinta-feira (13). Ele foi preso no último sábado (8) após a explosão de um caminhão carregado de explosivos em Bocaiúva do Sul, na região metropolitana de Curitiba.
explosao-bocaiuva-1-2
(Foto: Colaboração)
O advogado Claudio Dalledone Junior, que defende Silva, declarou que o empresário deve deixar a delegacia ainda hoje. “O desembargador José Maurício Pinto de Almeida, da 2ª Câmara Criminal, concedeu liminar determinando que ele fosse colocado em liberdade imediatamente”.
As alegações para a decisão não foram detalhadas à reportagem. “Nós ainda não temos essas informações, mas foi uma medida baseada em uma série de argumentos da defesa”, completou Dalledone.
No último dia 8, um caminhão pegou fogo e explodiu dentro da fábrica de dinamites, ferindo cerca de 80 pessoas e atingindo 160 casas na região. No total, 235 habitantes foram afetados, entre desabrigados e desalojados, de acordo com a Defesa Civil.
Após a ocorrência, policiais e membros do Exército se mobilizaram para retirar 60 toneladas de explosivos armazenados no depósito, localizado no quilômetro 90 da BR-476. A Polícia Civil deve continuar as investigações para a conclusão do inquérito.

Vamos lá, Janot, aceite a delação de Léo Pinheiro



A continuidade da preventiva de Léo Pinheiro, embora Sergio Moro esclareça que não é para forçar a delação premiada, dá oportunidade para que a PGR aceite uma novo acordo com o empreiteiro.
A confissão de Léo Pinheiro, apesar de não ser mais determinante, daria um grande fecho ao processos que correm em Curitiba contra o "Amigo".
Vamos lá, Janot, aceite a delação do ex-chefão da OAS. É importante saber a história toda.

Léo Pinheiro: 8 anos e 2 meses



Na mesma sentença de Gim Argello, o juiz Sérgio Moro condenou Léo Pinheiro a 8 anos e 2 meses de prisão.

GIM PEGA 19 ANOS DE CADEIA



Sérgio Moro condenou Gim Argello a 19 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Prepare os lenços, Gim...

Ao Vivo: Os Pingos Nos Is - Com Reinaldo Azevedo








LULA É RÉU PELA TERCEIRA VEZ



A Justiça do Distrito Federal acaba de transformar em réus Lula, Marcelo Odebrecht e mais nove -- incluindo o "sobrinho" Taiguara Rodrigues -- no caso do esquemão para liberar financiamentos do BNDES em Angola.
A denúncia, recebida pelo juiz Vallisney de Souza, do TRF da 1ª região, foi apresentada na última segunda-feira.

MPF X TCU: incontestável é a influência de Renan



Para justificar a recusa do TCU de entrar em acordo com a Lava sobre as indenizações a serem pagas por empreiteiras e delatores, Bruno Dantas, ministro do TCU, disse à Folha que "o Ministério Público e o juiz Sergio Moro calcularam o prejuízo aos cofres da Petrobras sem dispor de ferramentas para tal. A expertise do TCU nessa área é incontestável".
Para O Antagonista, incontestável é a influência de Renan Calheiros sobre ministros do TCU.

Foro divino de GIM Argello



O padre Moacir Anastácio, da Paróquia São Pedro, em Taguatinga -- a 20 km de Brasília --, é citado diversas vezes na sentença de condenação de Gim Argello, "o (ex) senador de Pentecostes".
A OAS pagou 350 mil reais de "doação" para a paróquia do sacerdote, que pedia votos para Gim em seu megaevento religioso realizado todos os anos.
O padre não sofreu qualquer punição.

Gleisi não passará



O Regimento do Senado determina que propostas de emenda à Constituição -- como a PEC do Teto -- sejam analisadas pela Comissão de Constituição e Justiça e, depois, sigam para a votação em plenário.
Gleisi Hoffmann -- ré no STF por corrupção e lavagem de dinheiro -- apresentará um requerimento para que a matéria tramite também na Comissão de Assuntos Econômicos, presidida por ela (!!!).
Não passará, Gleisi.

CUNHA NAS MÃOS DE MORO



Eduardo Cunha acaba de virar réu na Lava Jato no Paraná.

Justiça quebra sigilo das "gráficas fantasmas"



Andréia Sadi informa que o ministro Herman Benjamin acaba de determinar a quebra de sigilo bancário de três gráficas que prestaram serviços à campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014: VTPB, Focal e Red Seg.
Os sócios das empresas também tiveram o sigilo quebrado.

Lula em fevereiro



O Jota informa que o depoimento de Lula como réu foi marcado para 17 de fevereiro do ano que vem pela Justiça Federal do DF -- trata-se do caso em que o ex-presidente é acusado de tentar obstruir a Lava Jato.

Motorista que atropelou e matou ciclista na BR-277 está livre e passou o feriado em casa; liberdade veio sem fiança


Por Denise Mello e Maisy Pires

eduardo-antoniofora
Eduardo Antonio deixou uma filha de seis anos. (Foto: Reprodução/Facebook)
O motorista responsável pelo atropelamento de um grupo de ciclistas na BR-277 no sábado (8), que causou a morte do engenheiro Eduardo Antonio, de 42 anos, saiu da cadeia na terça-feira (11), às 20 horas. A libertação, três dias após a prisão, foi determinada pela 2ª Vara Criminal. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Thatiana Guzella, não chegou a ser arbitrada fiança e a decisão da libertação foi da Justiça. “Não tenho os detalhes das razões do motorista ter sido libertado. Foi cumprida uma ordem judicial, mas imagino que a Justiça tenha levado em conta o fato dele não ter antecedentes criminais, ter residência fixa e estar em tratamento médico, tomando medicamentos”, disse a delegada.
O motorista estava preso desde o dia do acidente na cadeia pública, que fica junto com a Delegacia de São José dos Pinhais, Na Região Metropolitana de Curitiba. Ele foi para a casa e vai responder o processo em liberdade. O acusado fez o teste de alcoolemia e foi preso em flagrante por dirigir embriagado. A Justiça vai decidir se ele vai responder por homicídio doloso ou culposo, com ou sem intenção de matar. O condutor estava com 0,5 mg/L de álcool no sangue, o que caracteriza a embriaguez. Ele é viúvo, tem três filhos – um deles é especial – e mora no bairro Cajuru, em Curitiba.
Segundo a delegada, o inquérito deve ser concluído nos próximos dias. “Estou aguardando a perícia para saber a velocidade do carro no momento do atropelamento e também devo ouvir outras testemunhas, inclusive o filho do acusado. Nos próximos dias o inquérito deve ser concluído”, afirmou.
O acidente
O acidente aconteceu na manhã de sábado (8) na BR-277 quando o motorista de um Corsa invadiu o acostamento, no sentido Curitiba, onde os ciclistas pedalavam. Eduardo Antonio chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu. Outros dois colegas ficaram feridos – um recebeu alta médica e o outro permanece no hospital.
Na terça-feira (11), a esposa de Eduardo disse que o marido seguia todas as regras de trânsito. Gláucia Regina Martins chorou durante a entrevista coletiva, na sede da Federação Paranaense de Triatlon, no bairro Mercês, em Curitiba. Ela lamentou a ausência do marido e leu uma carta redigida por ela. “Eu agradeço a oportunidade de falar, é uma situação muito difícil, ninguém merece passar por isso. Meu marido foi a pessoa mais correta, honesta e responsável que eu já conheci em todo esse planeta. Ele sempre fez tudo da forma correta. Há seis anos, quando ele começou a praticar, comprou uma bicicleta para nossa filha e a primeira coisa que ele fez foi comprar um capacete. Ele seguia muito as regras. Eu nunca vi meu marido desobedecer uma regra de trânsito e ver acontecer o que aconteceu com ele, ser atropelado dessa forma é muito triste”, se emocionou.

A doação a Aécio



O mesmo Otávio Marques de Azevedo confirmou ao TSE que tratou de doação a Aécio Neves, em 2014, com Oswaldo Borges da Costa, apontado como “tesoureiro informal” do tucano — oficialmente, a empreiteira doou 20 milhões de reais.
“Fui procurado pelo senhor Oswaldo Borges da Costa, também, que era…trabalhava não sei em que função lá, com o candidato (Aécio Neves). E, basicamente, essas demandas (de doação) vinham através deles”, disse Azevedo, segundo o Estadão.
Os dois teriam se encontrado uma única vez, quando o executrivo comunicou que a doação ao tucano já tinha sido feita.
“Nós não tínhamos nenhum projeto com o candidato Aécio, nenhum projeto, nenhuma… nada em execução, nada, nada, nada. Não tínhamos compromisso, em 2014, pelo menos que eu saiba, nenhum compromisso que levasse a uma doação…é…vinculada a obra, a projeto, não existiu isso. Não existiu isso."

R$ 1 milhão em propina para Dilma



O ex-presidente da Andrade Gutierrez Otávio Marques de Azevedo confirmou ao ministro Herman Benjamin, do TSE, que houve pagamento de propina a PT e PMDB equivalente a 1% dos contratos da empreiteira com o governo federal.
Mais: uma doação para a campanha de Dilma, feita em julho de 2014, veio desses acordos, acertados com Ricardo Berzoini e Antonio Palocci.
“Agora, o único que eu…que eu…o…o único assim que certamente veio de origem dessa…dessa…dessa, vamos dizer, desse…desses pedidos, desses acordos firmados com o Berzoini e com o Palocci, assim, carac…bem caracterizado, é esse um milhão”, registra o Estadão.
O processo no TSE trata da cassação da chapa Dilma-Temer.

Exclusivo: Odebrecht discute acordo de leniência



Os advogados da Odebrecht estão em Curitiba para discutir o acordo de leniência com a Lava Jato.
Eles não estão negociando com o MPF as penas dos executivos da empreiteira, portanto, e sim as multas que a empresa terá de pagar, além de tudo o que ela se compromete a delatar.

Deputado do PT vai relatar reforma política


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, entrega relatoria do projeto para Vicente Cândido (SP)

TALITA FERNANDES
12/10/2016 - 18h39 - Atualizado 12/10/2016 19h44
Vicente Cândido (Foto: Leonardo Prado/Câmara dos Deputados)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), distribuiu a relatoria do projeto de reforma política para o deputado Vicente Cândido (PT-SP). Maia tem atuado para manter um bom diálogo com os partidos da esquerda, como alguns quadros do PT e do PCdoB.

A comissão para tratar do tema deverá ser instaurada na próxima semana. Já a presidência da comissão ainda não foi definida, mas deve atender a uma indicação do PP.

Desde que assumiu o comando da Câmara, Maia vem defendendo uma modificação do sistema eleitoral mais ampla do que a proposta que se encerra no fim das coligações proporcionais. Um dos pontos defendidos por ele é a escolha de parlamentares por meio de lista fechada.

Regime fechado para Lula



Lula tem mais um motivo para fugir do Brasil.
Se a proposta do ministro Alexandre de Moraes for aprovada, um corrupto condenado a uma pena de quatro anos de cadeia terá de permanecer no regime fechado por dois anos, e não mais por oito meses, como é atualmente.

As promessas de Ciro



O PT terá de apoiar Ciro Gomes em 2018, disse Carlos Lupi à Folha de S. Paulo.
É verdade.
O candidato do PDT já prometeu atropelar a Lava Jato e trazer Lula de volta do exílio.
Como lembrou a reportagem, "Ciro Gomes tem buscado aproximação com o eleitorado petista. Ele tem dado demonstrações públicas de apoio a Lula e à ex-presidente Dilma Rousseff. Ciro chegou a afirmar que acompanhará Lula em busca de asilo numa embaixada caso o petista venha a ser condenado na Lava Jato”.

PF PRENDE EX-GOVERNADOR DO TOCANTINS



A Polícia Federal prendeu agora de manhã o ex-governador do Tocantins Sandoval Cardoso e levou Siqueira Campos, outro ex-governador, em condução coercitiva.
Estão sendo cumpridos 113 mandados em sete unidades da federação, inclusive Brasília e São Paulo. A Operação Ápia investiga fraudes em licitações públicas, num total de R$ 1,2 bilhão - em sua maioria empréstimos do BNDES e BB.
A PF estima que foram desviados ao menos R$ 200 milhões.