Como a Polícia Legislativa de Renan sabotava as investigações da PF


A Polícia Federal prende quatro policiais legislativos suspeitos de fazer operações de contrainteligência para atrapalhar as investigações da Lava Jato

ALANA RIZZO E BÁRBARA LOBATO
21/10/2016 - 21h06 - Atualizado 21/10/2016 21h07
Reforçada por José Sarney e Renan Calheiros na última década e alvo de incontáveis acusações de arbitrariedades, a Polícia Legislativa do Senado foi alvo de uma operação da Polícia Federal na última sexta-feira, dia 21. A Operação Métis prendeu o diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, que foi considerado líder de uma organização criminosa e comanda a área desde 2005, e outros três policiais: Geraldo Cesar de Deus Oliveira, Everton Elias Ferreira Taborda e Antonio Tavares dos Santos Neto. O grupo atuava sob o comando da cúpula do Senado e é acusado de montar um esquema de contrainteligência com o objetivo de localizar e destruir escutas telefônicas e ambientais de parlamentares envolvidos na Lava Jato. Investigadores da PF suspeitam que, além de encontrar interceptações autorizadas pela Justiça Federal, os agentes legislativos instalaram grampos ilegais. Os atos teriam ocorrido entre 2014 e 2015, durante a Operação Lava Jato.
PF cumpre mandados de prisão de policiais  legislativos  (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
As investigações da PF tiveram início a partir do depoimento de um policial legislativo que delatou o esquema coordenado pelo diretor Pedro Carvalho. Segundo a acusação, os policiais legislativos  usaram, em pelo menos quatro ocasiões, equipamentos do Senado para fazer varreduras em imóveis particulares e funcionais dos senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR),Fernando Collor (PTB-AL), Edison Lobão (PMDB-MA) e do ex-presidente  do Congresso José Sarney.  A operação, segundo o delator, envolveu deslocamentos até São Luís, no Maranhão, e Curitiba, no Paraná.
Previsto na Constituição como forma de garantir a independência do Senado, o serviço de Polícia Legislativa foi transformado numa secretaria em 2002, com a atribuição de zelar pela segurança dos senadores e pelo policiamento da Casa. Na última década, os policiais legislativos passaram a ter direito a acessar os e-mails funcionais de parlamentares e servidores, a porte de armas regulamentado e a treinamentos e equipamentos de ponta. A atuação da polícia legislativa, que julga ter a prerrogativa exclusiva de atuar dentro de dependências do Senado, provoca a ira da PF, que recorrentemente enfrenta resistência em cumprir mandados da Lava Jato no local. No primeiro mandato da ex-presidente Dilma Rousseff, houve também um embate entre as duas polícias por causa do desejo da  Polícia Legislativa de ter acesso à tecnologia do Guardião, um sistema que arquiva as interceptações telefônicas. O sistema não foi compartilhado, mas a Polícia Legislativa comprou equipamentos de inteligência.
O juiz da 10a Vara Federal de Brasília, Vallisney Oliveira, autorizou o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão e a prisão temporária de cinco dias. Segundo o magistrado, a prisão era necessária, pois os policiais  legislativos têm vasta experiência e treinamento em contrainteligência. Dois deles – Geraldo Oliveira e Antonio Neto – chegaram a fazer treinamento nos Estados Unidos entre 30 de outubro e 22 de novembro de 2015 contra medidas de vigilância externa.
Ao pedir a prisão,  o Ministério Público Federal (MPF) sustentou que os policiais legislativos não poderiam ter feito varreduras fora do ambiente do Senado e nem em endereços de pessoas sob investigação presidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “A deliberada utilização de um equipamento sofisticado, de propriedade do Senado Federal, utilizando recursos públicos, passagens aéreas custeadas pelo Erário e servidores concursados, em escritórios ou residências particulares, não possui outro objetivo senão o de embaraçar a investigação de infração penal que envolve organização criminosa”, diz o MPF. “Os servidores alvos das medidas constritivas requeridas pela Polícia Federal, além de terem plena consciência da ilicitude de seus atos, ainda foram avisados pelo Setor Jurídico do Senado Federal, o que reforça a gravidade de suas condutas.”
Em nota, o presidente do Senado, Renan Calheiros, defendeu a atuação da Polícia Legislativa. “Atividades como varredura de escutas ambientais restringem-se a detecção de grampos ilegais, sendo impossível, por falta de previsão legal e impossibilidades técnicas, diagnosticar quaisquer outros tipos de monitoramentos que, como se sabe, são feitos nas operadoras telefônicas”, disse. O criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que defende o ex-presidente Sarney, negou que ele recorra aos serviços da Polícia Legislativa do Senado, já que não tem mais mandato. Kakay confirmou a varredura na residência do senador Edison Lobão (PMDB-MA), também seu cliente, mas disse que ela foi feita “dentro das atribuições da polícia legislativa”.
A senadora Gleisi Hoffmann também confirmou que pediu formalmente uma varredura em sua casa em Brasília e em Curitiba. Segundo a senadora, esse serviço da Polícia Legislativa existe “há muito tempo” e é regular. “Fazer isso não configura obstrução alguma. Apenas queria ter informação de segurança sobre minha residência”, disse Gleisi.

Polícia Civil do DF investiga morte de mulher após endoscopia em clínica


Vítima era casada e tinha filha de 11 meses; família cobra apuração do caso.
Procedimento injeta gás no estômago; segundo médico, intestino se rompeu.

Do G1 DF
A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a morte de uma mulher de 32 anos em uma clínica do Sudoeste, na última quarta-feira (19), após uma endoscopia. A família suspeita de erro médico, e diz que os exames de Jaqueline Ferreira de Almeida estavam em dia. O profissional responsável pelo atendimento diz que fez tudo que estava ao alcance. veja vídeo
saiba mais

O exame foi feito na manhã de quarta. A técnica injeta uma substância no estômago dos pacientes que já se submeteram à cirurgia bariátrica, mas voltaram a ganhar peso. O procedimento é feito em ambulatório e costuma ter recuperação rápida, o que não aconteceu com Jaqueline.
Segundo a família, a vendedora não conseguiu expelir os gases injetados durante a endoscopia e teve uma piora no quadro. O marido, Valderi Brito, diz que ela só foi transferida da clínica para um hospital no início da noite. Ela chegou a passar por nova cirurgia e foi internada na UTI, mas não resistiu e morreu, horas depois.
"A gente quer esclarecimentos, buscar o que realmente aconteceu. Por que se demorou a dar um atendimento, uma atenção maior ao caso dela", diz o marido. O casal tem uma filha de 11 meses.
Me desculpe, eu não queria que isso fosse assim não. Queria que ela estivesse hoje é com você, sua filha. Eu vou fazer o possível. Mas assim, eu não posso fazer mais do que eu tenho conhecimento. Estou arrasado, arrasado"
Lucas Seixas, em ligação gravada pela família pela Jaqueline Almeida
Brito conta que questionou o médico responsável pela endocopia, Lucas Seixas, enquanto Jaqueline ainda estava na UTI. Na ligação, gravada pela família, Seixas afirma que só descobriu um rompimento no intestino da paciente quando chegou ao centro cirúrgico.
"O intestino ficou tao distendido, tão distendida a barriga assim, que aquele ponto, naquele ponto nao aguentou e [faz um som para indicar o rompimento], pra aliviar [...] Eu acho que "tava" muito distendido, todinho, e possivelmente deve ter rompido do final da tarde pra cá. [...] Eu só esperei ressuscitar e fui pro centro cirúrgico. Não sabia onde era. Mas, sabia que tinha um problema", dizem os trechos do áudio.
"Me desculpe, eu não queria que isso fosse assim não. Queria que ela estivesse hoje é com você, sua filha. Eu vou fazer o possível. Mas assim, eu não posso fazer mais do que eu tenho conhecimento. Estou arrasado, arrasado", afirma Seixas em outra parte da ligação. Naquele momento, Jaqueline ainda estava viva.
O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), que vai investigar a morte. Na tarde deste sábado (22), a clínica no Sudoeste estava fechada. A TV Globo foi à casa do médico, mas ouviu da empregada doméstica que Lucas Seixas não poderia falar sobre o caso.

Problema RENAL leva Gilberto Gil à internação em hospital de SP sem previsão de alta


Artista está no Hospital Sírio-Libanês desde sexta-feira (21).
Ele dá continuidade a tratamento de insuficiência renal, diz assessoria.

Do G1 São Paulo
Gilberto Gil durante show com Caetano Veloso na turnê 'Dois amigos, um século de música' em São Paulo, em agosto de 2015 (Foto: Marcelo Brandt/G1)Gilberto Gil durante show com Caetano Veloso na turnê 'Dois amigos, um século de música' em São Paulo, em agosto de 2015 (Foto: Marcelo Brandt/G1)
O cantor Gilberto Gil , de 73 anos, foi internado nesta sexta-feira (21) no Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo. Segundo a assessoria de imprensa do artista, Gil dá continuidade ao tratamento de insuficiência renal. Não há previsão de alta.
Desde o início deste ano, o artista é internado mensalmente para realizar exames e seguir o tratamento. Em setembro, ele chegou a ficar uma semana no hospital.
No início deste mês, depois de passar por uma biópsia no coração, Gil compôs uma canção para a cardiologista Roberta Saretta, que faz parte da equipe do médico Roberto Kalil Filho e tratou o cantor nas internações anteriores.
A música foi publicada no Instagram de Flora Gil, mulher do cantor, em um vídeo de 40 segundos e acompanhado da legenda: "Inspiração depois de tanto hospital. #obrigadatodososmedicos".
Gilberto Gil em vídeo no perfil de sua mulher Flora, canta música para sua médica (Foto: Reprodução / Instagram)Gilberto Gil em vídeo no perfil de sua mulher Flora, canta música para sua médica (Foto: Reprodução / Instagram)
A postagem foi feita no dia 16 e tem mais de 6 mil visualizações. "Ela mandou arrancar quatro pedacinhos do meu coração / Depois mandou examinar os quatro pedacinhos / Um para saber se há um depósito de proteínas esquisitas lá / Um para saber se as pequeninas são assassinas e podem matar / Um para saber se estou curado com os remédios que ela me deu / Um pra saber se estou errado de ter juntado meu destino ao seu", canta Gil, enquanto toca violão.
A publicação recebeu uma série de comentários, entre eles o do cantor Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest. "Querido Gil, vc é f...! I love you!!! Florinha, dá um beijo nele ae pra mim!!!!", escreveu o cantor.
A cantora Daniela Mercury também manifestou seu apoio."Só ele mesmo... rs. Linda!", publicou ela. De acordo com a assessoria de Gil, ele está fazendo um tratamento para insuficiência renal no Sírio Libanês e todos os meses será internado para procedimentos e exames.

Temer vai dar satisfações a Renan



A Folha informa que Temer reuniu-se, hoje cedo, com Alexandre de Moraes, para discutir a Operação Métis.
A partir do relato do ministro da Justiça, Temer pretende procurar Renan para acalmá-lo. O presidente do Senado irritou-se com a Polícia Federal no seu quintal.
Você se acostuma, Renan.

Pedrão continua preso na PF



O diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, ou Pedrão, como é conhecido na Casa, continua detido pela Polícia Federal. Os demais agentes foram liberados hoje: Antônio Tavares, Everton Taborda e Geraldo Cesar de Deus Oliveira.

URGENTE: "ITAQUERÃO FOI PRESENTE PARA LULA"



Em seu acordo de pré-delação, Emílio Odebrecht disse que o estádio do Corinthians "foi um presente" para o ex-presidente. A informação será publicada amanhã na Folha.
O Antagonista avisou que Lula seria preso por causa do esquema no Itaquerão.

José Dirceu pede para ser solto


depoimento-dirceu
O ex-ministro José Dirceu prestou novo depoimento ao juiz federal Sérgio Moro no âmbito da operação Lava Jato nesta sexta (21) negando as acusações de recebimento de propina ligada a contratos da Petrobras. Dirceu chegou a pedir para ser solto alegando dificuldades financeiras e a necessidade de trabalhar para sustentar a família. “Eu não estou dizendo isso para ter piedade”, disse. “A realidade da minha família toda é de dificuldade financeira”.
O pedido foi prontamente negado pelo magistrado, que chegou a elogiar a defesa do petista. “O senhor tem um advogado competente, que está pleiteando a liberdade para o senhor nas instâncias recursivas, mas o meu posicionamento eu já coloquei nesse caso”, disse Moro.
Dirceu começou negando ter recebido propina (R$ 2,1 milhões) em contrato para fornecimento de tubos à Petrobras. “Considero a denúncia completamente inepta. Eu não sei porque que eu estou sendo relacionado com esse contrato”, disse. Confira abaixo a íntegra do depoimento.

Cunha pode pegar 160 anos de prisão


cunha-ccj-foto-lula-marques-ag-pt
Ex-deputado pode ser o político com a maior pena da História
Juntando todos os processos em que é acusado, Eduardo Cunha está sujeito à sentença recorde de 160 anos de cadeia. Se depender do desejo da força-tarefa da Lava Jato, será a maior condenação da História, no Brasil, de um político suspeito de crimes de corrupção. Cunha não tem alternativa senão tentar um acordo de delação premiada, para reduzir o tempo de cárcere. Ou vai mofar na cadeia.
Cunha havia sido denunciado pelo Ministério Público em agosto por ter recebido US$ 5 milhões por contratos de navios-sonda da Petrobras.
Um dos inquéritos contra Cunha acusa o ex-deputado de ter recebido R$ 52 milhões em propina por obras do Porto Maravilha, no Rio.
Na Câmara, o processo de cassação de Eduardo Cunha durou onze meses. Foi o mais longo da História.
Cunha foi o primeiro parlamentar a virar réu na Lava Jato, em março deste ano. Responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Dia do Idoso é comemorado em Colombo


WEBMASTER 21 DE OUTUBRO DE 2016

O público presente participou de uma palestra sobre o tema: Casa comum, nossa responsabilidade

Mais de 200 idosos participaram do Dia do Idoso em Colombo.
Mais de 200 idosos participaram do Dia do Idoso em Colombo.
O evento trouxe o tema: “Casa Comum – Nossa Responsabilidade”.
O evento trouxe o tema: “Casa Comum – Nossa Responsabilidade”.
O Grupo de Dança com os Idosos do Centro de Convivência Lírio do Vale fez uma bela apresentação.
O Grupo de Dança com os Idosos do Centro de Convivência Lírio do Vale fez uma bela apresentação.
A Prefeitura de Colombo por meio da Secretaria de Assistência Social reuniu no Auditório da Regional Maracanã, mais de 200 idosos, nesta quarta-feira, 19. O evento em alusão ao Dia do Idoso, celebrado no dia 1 de outubro trouxe o tema: “Casa Comum – Nossa Responsabilidade”, ministrada pela professora e Secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza.
“As ações como esta são efetivas e promovem a qualidade de vida almejada para a terceira idade. Nosso objetivo é sempre valorizar nossos idosos, dedicando a eles cuidado e respeito”, destacou a secretária da pasta.
Durante a programação o Grupo de Dança com os Idosos do Centro de Convivência Lírio do Vale fez uma bela apresentação para os participantes. Logo após, os presentes participaram de um ciclo debates sobre o tema palestrado.
Estavam presentes durante o evento: a Secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza; a Assistente Social e Secretária dos Conselhos, Rosangela Luciano; a Presidente do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, Débora Bastos; a Promotora de Justiça; Dra. Ana Karina Abrão Gama Monteiro e o vereador Ratinho.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/ PMC

Estão abertas as inscrições para o 2º Festival de Música de Colombo


WEBMASTER 21 DE OUTUBRO DE 2016

As inscrições acontecem até o dia 21 de novembro; o concurso selecionará os melhores artistas de variados estilos para se apresentarem na 54ª Festa da Uva

Cartaz v2Os preparativos para a 54ª Festa da Uva de Colombo, que acontece entre os dias 9 e 12 de Fevereiro de 2017, já estão a todo vapor. Começou nesta semana as inscrições para o 2º Festival de Música de Colombo e a 3ª Seleção e Premiação de Bandas e Músicos. O evento vai eleger os melhores artistas de variados estilos – para se apresentarem na 54ª Festa da Uva de Colombo.
Os interessados podem se inscrever gratuitamente até o 21 de novembro através da Ficha de Inscrição que deverá ser entregue no Departamento de Cultura de Colombo, localizado na Rua XV de Novembro, 105, Centro – Colombo.
A etapa da eliminatória acontecerá entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro. No dia 05 de dezembro sairá o resultado dos finalistas, a partir das 08h. Já o 2º Festival de Música de Colombo e a 3ª Seleção e Premiação de Bandas e Músicos acontecerá no dia 11 de dezembro no Pavilhão de Eventos do Parque Municipal da Uva. Os resultados serão divulgados no dia 10 de dezembro, a partir das 17 horas.
A ação é uma realização da Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude em parceria com o Departamento de Cultura e tem como objetivo principal selecionar bandas, grupos, trios, duos ou solo para se apresentarem na 54ª Festa da Uva 2017.
“O nosso objetivo é valorizar ainda mais o cenário musical local, dando visibilidade aos artistas da nossa região. E incentivar o talento musical, revelar talentos no município, valorizar os músicos, os compositores, arranjistas e intérpretes que residem em Colombo”, acrescenta a o secretário da pasta, José Mauri Henemann.
Sobre a premiação
Após a análise serão premiados com troféus, apresentação na 53ª Festa da Uva e cachê, os três primeiros lugares das quatro categorias: Música Sertaneja; Categoria II – Música Autoral da Banda Inscrita; Categoria III – Música Sacra/Gospel e Categoria IV – Pop–Rock/ Instrumental.
– O 1º Lugar por categoria receberá troféu de participação e se apresentará na  Festa e cachê de R$ 1.500,00 (Hum Mil e Quinhentos Reais);
– O 2º Lugar por categoria receberá troféu de participação e se apresentará na Festa e receberá cachê de R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais);
– Já o 3º Lugar por categoria receberá troféu de participação, se apresentará na Festa e receberá o cachê de R$ 800,00 (Oitocentos Reais). Vale lembrar, que o local de apresentação/palco e o tempo da apresentação serão definidos pela Comissão Organizadora da Festa.
O Regulamento e a Ficha de Inscrição estarão disponíveis na url:http://portal.colombo.pr.gov.br/downloads/Selecao-de-bandas-2017.pdf e outras informações poderão ser obtidas no telefone (41) 3656-6423/3656-8041 ou e-mail cultura.colombo@yahoo.com.br.

Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: 
facebook.com/pmdecolombo

Colombo foi palco do 10º Sul-Sudeste de Artes Marciais


WEBMASTER 21 DE OUTUBRO DE 2016

Evento contou com oito modalidades diferentes e reuniu 160 atletas de todo país

O município participou do 10º Sul-Sudeste de Artes Marciais, considerado o maior evento amador do Brasil.
O município participou do 10º Sul-Sudeste de Artes Marciais, considerado o maior evento amador do Brasil.
A competição contou com oito modalidades.
A competição contou com oito modalidades.
O evento reuniu 160 atletas de todo país, no Ginásio de Esporte do Parque Municipal da Uva.
O evento reuniu 160 atletas de todo país, no Ginásio de Esporte do Parque Municipal da Uva.
No último domingo, 16, aconteceu o 10º Sul-Sudeste de Artes Marciais, considerado o maior evento amador do Brasil, realizado pela União Brasileira de Artes Marciais (UBAM) com apoio da Prefeitura de Colombo por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude. O evento reuniu 160 atletas de todo país, no Ginásio de Esporte do Parque Municipal da Uva.
O evento esportivo de raízes orientais teve início no período da manhã e contou com participantes nas modalidades de Muaythai, Kickboxing, Karate, Taekwondo, Kung-Fu, Jiujitsu, Full Kumite Contact, Hapkido e Submisson.
A grande campeã foi a Equipe Chute de Registro – SP, com o professor Marcelinho Grossi. A vice-campeã foi a Equipe Full Kumite Contact, de Almirante Tamandaré e o terceiro lugar ficou com a Equipe Kak Kan de Kung-Fu, de Curitiba com o Mestre Taifu.
O Secretário da pasta, José Mauri Henemann destacou a importância para o município em receber estas competições. “É sempre bom ver que Colombo é palco para uma arte milenar como o Karatê. Além de ser uma atividade esportiva, favorece aos seus praticantes qualidade de vida e muita disciplina”, disse.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: 
facebook.com/pmdecolombo
Foto: Divulgação/ PMC

Policiais que perseguiam suspeito capotam viatura do Bope


Por Elizangela Jubanski e Daniela Sevieri


Uma viatura do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) capotou no bairro Taboão, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (21). Policiais faziam uma perseguição a um veículo suspeita e capotaram em uma curva de região residencial. Os dois policiais não se feriram gravemente.
O acidente aconteceu na rua Pedro Susla e o veículo alvo era um Gol, de cor branca, que cruzou um bloqueio dos policiais. O tenente Nunes, do Bope, explicou que o veículo suspeito estava em alta velocidade.
“O batalhão está fazendo um trabalho preventivo de bloqueios nos acessos à região metropolitana, quando um veículo suspeito desviou o bloqueio e saiu em alta velocidade. Uma equipe saiu no encalço desse veículo para dentro do bairro aqui, mas em uma das curvas a viatura perdeu controle, teve dificuldade por causa do terreno e causou o acidente”, descreveu.
Os dois policiais que estavam dentro da viatura foram socorridos pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e encaminhados ao Hospital Evangélico, com ferimentos moderados.