Rafael Henzel fala sobre o momento da queda do avião da Chapecoense


"A gente não sabia o que estava acontecendo", conta sobrevivente.
Jornalista que sobreviveu relata como foram os instantes antes do acidente.

O Fantástico conversou por telefone com um dos brasileiros que sobreviveram à tragédia da Chapecoense. O jornalista Rafael Henzel lembra, em detalhes, os instantes antes da queda e como foi o resgate dramático.

Brasileiros estão abandonando hábito de usar mais de um chip no celular


Da Agência Brasil

Para pagar mais barato nas ligações de celular, muitos brasileiros costumam ter mais de um chip no mesmo aparelho, ou usar vários aparelhos. Assim, é possível ligar para o número de uma mesma operadora pagando menos e, às vezes até de graça. Mas esse hábito está mudando no país, porque o preço das ligações entre operadoras diferentes vem sendo reduzido nos últimos anos.
smartphone
Foto: EBC
“Isso reduziu o fenômeno do ‘consumidor com todos os chips’. O motivo principal para ter os chips de todas as operadoras era economizar. Com preços menores de ligações para operadoras distintas, o consumidor percebeu que poderia ter somente um chip. Com isso, temos a redução do número de linhas, pois muitos planos pré-pagos estão sendo desativados”, explicou o pesquisador em telecomunicações do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Rafael Zanatta, à Agência Brasil.
Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com preços menores para chamadas entre operadoras diferentes, o mercado de múltiplos chips perdeu espaço, gerando cancelamentos dos consumidores que possuíam linhas móveis de diferentes prestadores. Entre outubro de 2015 e outubro deste ano, foram desligadas 26,3 milhões de linhas de celulares no país, uma queda de 9,62%. Só entre setembro e outubro de 2016, a queda foi de 3,5 milhões de linhas. Atualmente, o país tem 247,4 milhões de linhas de celulares ativas.
A queda maior foi na modalidade pré-paga. Em outubro do ano passado, 73,5% do total de clientes de celulares tinham linhas pré-pagas e, em outubro deste ano o percentual passou para 68,75%. A Anatel também aponta a desaceleração da economia como um dos motivos do encolhimento da base de acessos móveis.
Mudança de hábito
Outro fator apontado para a queda no número de celulares no país é a mudança na forma de comunicação dos brasileiros, que estão deixando de usar o telefone para falar e usando mais aplicativos de troca de mensagens. “As pessoas estão escrevendo mais do que falando. Preferem aplicações como WhatsApp e Telegram, pois são práticas e permitem uma comunicação mais fluida”, diz Zanatta.
Segundo ele, os consumidores perceberam que precisam de apenas um telefone celular com um bom pacote de dados de conexão. “Todo usuário de WhatsApp precisa da internet como suporte. As pessoas querem conexão a todo momento”, diz.
Impostos
As operadoras de telefonia apontam ainda outro motivo para a queda no número de linhas de celulares ativas no último ano: o aumento de impostos sobre o setor de telecomunicações em alguns estados. Segundo o diretor-executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), Eduardo Levy, 12 estados aumentaram o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a telefonia em 2016.
“Na medida em que você aumenta o imposto sobre a voz, você vai empurrando a população para os serviços de texto que não pagam imposto nenhum. É um contrassenso o que os estados estão fazendo”, reclama Levy.

Estudante morto em escola ocupada não usou drogas, diz laudo


morte escola ocupada paraná estudante morto
Foto: Caio Binder/ParanáPortal
Com Narley Resende
estudante que morreu dentro de uma escola ocupada em outubro, em Santa Felicidade, não estava sob efeito de drogas de acordo com laudo toxicologico. Na época, o secretário de Segurança Pública do Paraná Wagner Mesquita afirmou que o estudante estava sob efeito de entorpecentes.
O estudante Lucas Eduardo de Araújo Mota, de 16 anos, “estava limpo”, conforme o jargão policial, quando foi atingido e morto por um colega, com uma faca, no dia 24 de outubro dentro do colégio Safel – uma das mais de 800 escolas públicas paranaenses que estavam ocupadas contra a reforma do ensino médio por meio de medida provisória.
A jornalista Janaína Garcia, do UOL, teve acesso ao laudo toxicológico oficial assinado pelo perito Eduardo Rodrigues Cabrera. O documento é datado do último dia 3 e informa que não foram detectados na amostra de sangue da vítima, nem álcool etílico, nem cocaína, nem qualquer outro tipo de droga.
A constatação da Polícia Científica sobre a não utilização de drogas sintéticas bate de frente com declaração dada no dia do crime pelo próprio secretário Wagner Mesquita. Em uma entrevista coletiva convocada cerca de uma hora depois de o IML retirar o corpo do adolescente da escola, Oliveira afirmou que a morte do garoto havia sido uma “tragédia presumida” praticada por outro menor de 18 anos. Segundo o secretário, ambos teriam usado uma droga sintética conhecida como “balinha” e se desentenderam no interior da escola ocupada. O resultado apontou que a análise do sangue não constatou “a presença de anfetaminas e metanfetaminas, como o ‘ecstasy’.
O crime chocou o Estado e enfraqueceu o movimento de ocupação das escolas. O governador Beto Richa, do PSDB, utilizou o fato como argumento para obter a reintegração de posse de unidades tomadas pelo movimento estudantil. A própria Justiça paranaense citou o episódio na ordem de reintegração, três dias depois do assassinato, o classificou como “inaceitável” e justificou, a partir do crime, a necessidade de “medida urgente de desocupação, inclusive para se evitar que outras tragédias acabem por ocorrer”.
Em nota enviada para o UOL, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná afirmou que “as informações sobre o uso da droga sintética foram repassadas em depoimento prestado à equipe policial pelo autor do crime, no mesmo dia, e por testemunhas que estavam no local.” De acordo com a nota, “os exames necessários, feitos pela Polícia Científica, foram anexados ao inquérito, cabendo posterior manifestação do caso pelo Ministério Público e Poder Judiciário”. A secretaria não respondeu se o secretário vai se retratar pela declaração, como pedido pela mãe da vítima.

PF prende servidor suspeito de desviar objetos dos Correios


Foto: Reprodução / PF
Foto: Reprodução / PF
A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã deste sábado (10) um servidor dos Correios suspeito de desviar objetos em Curitiba. A operação teve apoio da Gerência de Segurança dos Correios.
De acordo com a PF, o suspeito é um servidor que trabalha há quinze anos nos Correios e investigações apontam para a suspeita de que o desvio de 11 envelopes contendo possivelmente talões de cheques e cartões bancários seriam revendidos para terceiros para aplicarem golpes na cidade. Com o preso foram encontrados diversos documentos de terceiros.
A PF segue com as investigações para buscar identificar se há outras pessoas envolvidas no crime.
O preso que foi conduzido para a Superintendência da PF em Curitiba responderá pelo crime de peculato e se condenado poderá pegar uma pena de até 12 anos de prisão.

Comissão da Câmara vota na segunda-feira projeto de lei que regulamenta Uber


Fernanda Carvalho / Fotos Públicas
O projeto de lei que regulamenta o transporte privado e individual de passageiros em Curitiba está na pauta da Comissão de Serviço Público da Câmara Municipal, da próxima segunda-feira (12), às 8h30, no subsolo do Palácio Rio Branco.
Assinada por 17 vereadores, a matéria regulamenta serviços como o Uber. Foram sugeridas uma série de regras e taxas, em isonomia as já aplicados aos taxistas da cidade.
O relator é Serginho do Posto (PSDB), mas na última reunião, realizada na quarta-feira (7), a presidente do colegiado, Julieta Reis (DEM), fez um pedido de vista. O projeto número 005.00063.2016 uniu três propostas de lei que foram protocoladas na Câmara Municipal em abril deste ano.
Conforme o texto, tanto a empresa que fornecerá a tecnologia quanto os motoristas parceiros, e seus respectivos veículos, deverão ser cadastrados junto à prefeitura. Motoristas deverão ter CNH válida e com anotação de que o condutor exerce atividade remunerada (EAR); certidões de antecedentes criminais e comprovação de que todos os impostos do veículo estão em dia.
Compõem o colegiado de Serviço Público os vereadores Julieta Reis, Serginho do Posto, Aladim Luciano (PV), Dona Lourdes (PSB) e Professora Josete (PT).

Atlético disputará a Libertadores pela quinta vez na história e fatura quase R$ 3 milhões em premiação da CBF


Por Pedro Melo 

(Divulgação/Atlético)
Atlético disputará a fase prévia da Copa Libertadores. (Divulgação/Atlético)
O Atlético cumpriu seu objetivo na temporada: ganhou o Campeonato Paranaense, terminou o Brasileirão entre os seis primeiros colocados e ainda disputará a Copa Libertadores no ano que vem. Além disso, o clube faturou quase R$ 3 milhões apenas de premiação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
O Rubro-Negro é o time paranaense que mais disputou a Libertadores em toda a história e estará na competição internacional pela quinta vez na história. Sua melhor campanha foi em 2005, quando chegou à decisão, mas perdeu para o São Paulo. Em 2014, passou pela fase prévia e foi eliminado na fase de grupos.
Em relação a premiação, o Atlético receberá da CBF a premiação de R$ 2,6 milhões por terminar em sexto lugar e ainda comemora a renda de R$ 1.060,990,00 pelo recorde de público em jogos do clube na história (35.396 pagantes e 38.020 presentes) na vitória sobre o Flamengo.
Após uma temporada vitoriosa com a vaga na Libertadores e título do Campeonato Paranaense, o técnico Paulo Autuori aprovou o desempenho da equipe em um aspecto geral. “Foi uma temporada bastante positiva com título do estadual contra nosso rival, chegamos bem na Primeira Liga e só não fomos melhores no Brasileirão porque erramos na maneira que se comportamos fora de casa”, declarou.

Cenipa não vai acompanhar análise das caixas-pretas do avião da Lamia em Londres




da Agência Brasil

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) não vai enviar um representante brasileiro para acompanhar o processo de abertura e extração dos dados das caixas-pretas do avião da companhia aérea Lamia que caiu na Colômbia, no último dia 28. Setenta e uma pessoas morreram e seis ficaram feridas na queda do avião próximo a Medellín, entre elas jogadores e membros da comissão técnica do time da Chapecoense, jornalistas e tripulantes.
As duas peças do sistema de registro de voz e dados da aeronave foram localizadas no dia seguinte à queda. Segundo o ministro dos Transportes da Colômbia, Jorge Eduardo Rojas, elas estão em bom estado e será possível obter dados que ajudem os investigadores a entender o que aconteceu antes da queda.
O Comando da Aeronáutica, ao qual o Cenipa está subordinado, explicou não haver necessidade da presença de investigadores brasileiros durante a leitura dos dados da caixas-pretas. O material será analisado em Londres (Inglaterra), na sede da fabricante da aeronave ou na Agência de Investigação de Acidentes Aéreos inglesa (AAIB, no inglês), e, posteriormente, compartilhado com os órgãos dos países que participam da apuração.
A investigação das causas do acidente está sendo conduzida pelo Grupo de Investigação de Acidentes e Incidentes Aéreos (Griaa) da Colômbia, com a participação de representantes da Bolívia (onde a aeronave estava registrada); do Brasil (país de origem de várias vítimas); Inglaterra (sede da fabricante do avião) e dos Estados Unidos (onde está sediada a fabricante dos motores). As caixas-pretas foram enviadas a Inglaterra porque a Colômbia não tem um laboratório de leitura e análise de dados de gravadores de voos. Segundo a Aeronáutica, o Brasil é o único país na América Latina a deter essa tecnologia.

Desabamento de igreja evangélica deixa ao menos 60 mortos na Nigéria


Em Lagos

  • Ukeme Eyibio via AP
    Ao menos 60 pessoas morreram no sábado no desabamento de uma igreja evangélica
    Ao menos 60 pessoas morreram no sábado no desabamento de uma igreja evangélica
Ao menos 60 pessoas morreram no sábado no desabamento de uma igreja evangélica no sudeste da Nigéria, mas o balanço de vítima pode ser muito maior à medida que prosseguem os trabalhos de resgate.

Segundo uma fonte próxima ao hospital universitário de Uyo, local da tragédia, há mais de 200 feridos.

"Todos nossos médicos foram contatados para enfrentar esta situação de emergência", declarou o diretor do hospital Ibom Specialist, Etete Peters, negando-se a fazer maiores comentários sobre o número de vítimas.

O presidente nigeriano Muhammadu Buhari expressou suas condolências em nome de toda a nação nigeriana pelos inúmeros mortos e feridos no trágico acidente ocorrido em Uyo, capital do Estado de Akwa Ibom, indicou a presidência.

A iglesia evangélica Reigners Bible Ministry organizava neste fim de semana uma congregação de fiéis no templo de Uyo, que ainda estava em processo de construção.

"Vinte minutos depois da chegada do governador do Estado à igreja, o teto começou a ruir. O governador conseguiu salvar-se, mas outras pessoas não tiveram tanta sorte", contou um sobrevivente falando aos jornalistas na cama do hospital.

A cidade de Uyo se encontra em uma região muito remota.

"Não posso confirmar o número de mortos porque as operações de resgate prosseguem. Vamos com muito cuidado para manter a situação sob controle e impedir que os saqueadores cheguem ao local", afirmou Cordelia Nwawe, assessora de imprensa da polícia local.

"Todas as equipes de resgate fazem o máximo para tentar salvar as vítimas ainda soterradas nos escombros".

O governador Emmanuel Udom decretou dois dias de luto, depois de sair ileso do acidente.

Nesta sgunda, organizará uma cerimônia em homenagem às vítimas.

Em um comunicado firmado por seu porta-voz, o governador pediu para que se mantenha a calma e pediu para que todos orem pelos feridos.

Em setembro de 2015, 115 pessoas, entre elas 84 sul-africanos, morreram em condições similares em Lagos, a capital econômica do país, quando um templo de um famoso tele-evangelista nigeriano, TB Joshua, desabou durante um culto.

A tragédia foi atribuída então às falhas na construção do prédio, cuja estrutura original ganhou andares extras sem qualquer tipo de licença ou autorização.

O pastor não foi condenado e se nega a colaborar com a justiça.

A Nigéria, o segundo país mais religioso do mundo, segundo o instituto de pesquisas Gallup International, se divide entre o norte muçulmano e o sul cristão, de maioria evangélica.

A igreja Mountain of Fire and Miracle Ministry de Lagos, uma das maiores do pais, organiza sessões de orações sem interrupção que chegam a durar até uma semana.